A contabilidade [na_cidade] e o seu perfil de liderança: PARTE 2

Na segunda parte da série de textos, conheça outros tipos de liderança que a contabilidade pode auxiliar a traçar

No primeiro texto da série “Como uma contabilidade pode traçar o seu perfil de liderança”, falamos sobre o que somos atualmente e também sobre o que o nosso tipo de serviço da perspectiva do funcionário, do público e do desempenho, pede que sejamos. Porém, prometemos um segundo texto na série, onde traríamos novos tipos de perfis, e como promessa é dívida, vamos ao segundo texto sobre “Como uma contabilidade pode traçar o seu perfil de liderança”.

Marcador de ritmo

O líder marcador de ritmo é o típico líder viciado em trabalho. Os americanos estão acostumados a usar o termo workaholic para se referir a esse tipo de liderança.

O lado positivo é que os líderes marcadores de ritmo tendem a ser motivadores de equipe, e caso gerem empatia em pessoas motivadas por retrospectos, resultados e cumprimento de metas, pode fechar uma equipe empenhada.

Já o lado negativo estão nos excessos, primeiramente o vício pelo desempenho que pode fazer com que o líder acumule horas a fio de trabalho, prejudicando-se em saúde e comprometendo a sua vida social, além da tendência de cobrar a mesma postura dos liderados, gerando conflitos.

É importante que a contabilidade , ao observar o mercado, os funcionários e o líder, tome medidas que evite a colisão de ideias entre o viciado por metas e resultados e o acomodado, achando um equilíbrio entre as partes, em prol da produtividade da empresa.

Paizão

Tem como costume o bom relacionamento com os seus liderados, assumindo uma postura de conselheiro, apagador de incêndio e agregando ao quesito pessoal em todos os setores do departamento em que ele lidera.

Porém, muito embora o ambiente do trabalho seja o melhor possível com esse tipo de perfil de líder à frente, os resultados podem ser afetados pela falta de críticas construtivas e cobrança.

Por ser mais emocional do que racional, o líder paizão acaba deixando de lado o fator numérico em detrimento do fator humano, o que é um ato singelo, mas que pode colocar tudo a perder no desempenho da empresa. Além do mais, a tendência é ele ficar em cima do muro e não se sair bem na resolução de conflitos.

Ao identificar as falhas do líder paternal na empresa, a contabilidade precisa atentá-lo quanto a importância e ter a equipe em sua rédia, resolvendo conflitos e gerando resultado, já que apenas saber gerir pessoas não é o suficiente quando falamos do mundo dos negócios.

Treinador

Assim como líder de postura mais paterna, o líder treinador tende também a prezar majoritariamente o relacionamento pessoal, mas, no seu caso, o intuito é visando o desenvolvimento pessoal do liderado.

O líder com características de professor e treinador, geralmente é alguém que preza pelo autoconhecimento e tenta levar isso à sua equipe. Porém, o seu grande problema está em achar que todos os conflitos e obstáculos podem ser desenvolvidos com treinamento e capacitação, como se isso fosse um comprimido que remediasse todos os problemas da empresa, o que realmente pode acontecer, mas curando as dores num curto prazo e não tratando a doença crônica do determinado problema. Um pensamento que frisa a importância do treinamento é sempre bom para agregar em profissionalismo, mas em determinadas ocasiões não pode ser substituído pelo trato pessoal.

Cabe, então, a contabilidade , ao fazer a observação da postura do líder e dos seus liderados, buscar através do diálogo trazer a medida do treinamento e da pessoalidade para que o líder treinador rompa.

A contabilidade em Santo André e o seu perfil de liderança: PARTE 1

Para que você identifique o seu perfil de liderança, uma contabilidade em Santo André, dentro dos seus dados estratégicos, lhe ajudará a adequar suas atitudes

Se você acha que é a melhor pessoa que pode falar sobre você como um profissional à frente da sua equipe, saiba que está enganado. Com uma visão extremamente intimista, a tendência é que você, dentro da sua perspectiva, seja imparcial. Bem como as opiniões de seus liderados que, mesmo olhando de fora, analisarão de acordo com o seu relacionamento e suas visões particulares. Para as definições que a empresa precisa, é ideal que você tenha consigo o auxílio de uma contabilidade em Santo André.

A contabilidade em Santo André trabalha diretamente com números e são exatamente os números que falam sobre a perspectiva da liderança direcionada a empresa. A contabilidade em Santo André traça a perspectiva da liderança dentro de um conceito integral do negócio, e como o comando tem influência no fator motivação e desempenho com um todo no empreendimento é importante que os números sejam levantados pela contabilidade em Santo André.

Por isso mesmo, o artigo mostra, além da importância da contabilidade em Santo André em perspectivas que nem imaginamos, também os modelos de liderança para você ver qual mais se enquadra com o seu, ou os fatores que você precisa mudar ou manter de acordo com o perfil da sua empresa e dos seus liderados.

É válido informar, também, que esse primeiro texto tem apenas três perfis de liderança, mas ele será o primeiro de uma série, a fim de não deixar o artigo muito extenso. Então, a ideia é que você leia e logo procure uma contabilidade em Santo André para se inteirar sobre o assunto.

Partindo disso, esse artigo tem como finalidade demonstrar o perfil de cada líder. E se você está curioso em saber qual é o seu, procure uma contabilidade em Santo André. Mas lembre-se, esse texto ainda o primeiro de uma série, logo, outros perfis ainda serão demonstrados.

O Chefe

Nesse artigo você verá muitos exemplos de líderes, que conceituam suas ações em ser cooperativo com os seus funcionários, porém, iniciamos o texto com a tradicional figura do chefe. O clássico mandão e autoritário de forma gratuita, que não representa a ideia de chefia na prática majoritária, mas, sim, reflete a caricatura do chefe turrão.

No fundo, no fundo, a postura do chefe é uma crosta que ele usa para se defender das ameaças do seu cargo.

Devido a sua postura, os chefes dificilmente ganham os funcionários para si, partindo da tradicional linha tênue entre o medo e o respeito. Com uma postura agressiva verbalmente, o chefe tende a ser mais temido do que respeitado.

Se podemos enxergar algum benefício no chefe turrão, é que ele será soberano em suas decisões, já que terá poucas objeções. Porém, o benefício é individual, que reflete o próprio individualismo do chefe clássico que ignora completamente o senso coletivo da empresa.

Líder consensual 

O avesso do chefe tradicional, já que ao invés de afastar os seus liderados, quer trazê-los para si. Geralmente é cativante e boa praça – mas precisa tomar cuidado para não soar a sua postura forçada.

Quando existe alguma problemática, o líder consensual é democrático e busca agregar toda a sua equipe. Porém, essa democracia tem o seu ônus quando se trata de lidar com funcionários que não gostam de ter suas vontades contrariadas. Por isso, a falta de pulso do líder consensual pode fazer com que ele perca a mão da sua equipe.

Chefe Autoritário 

Quem acha que o chefe autoritário é a mesma coisa que o tradicional, só pelo próprio autoritarismo, está enganado. Muito além do que a postura, está a finalidade da postura, que no caso do tradicional é a sua imagem  individualista e no autoritário é o desempenho da empresa.

O chefe autoritário é geralmente muito competente, mas não possui senso coletivo, sendo assim, o seu trato com os liderados não é eficaz, além dele não deixar o espaço aberto para feedbacks e crescimento integral com a sua equipe.

A única coisa que segura o líder autoritário é o reflexo da sua competência profissional, os resultados. Mesmo assim, sem ter a equipe na mão, o esforço depositado para se alcançar resultados é triplicado.

Bem, ainda temos uma série de líderes para apresentar como o líder paternal, marcador de ritmo, treinador, centralizados, liberal etc. Acompanhe os nossos artigos e busque correndo uma contabilidade em Santo André para traçar o perfil da sua liderança para que, se preciso for, você adeque a sua forma de trabalhar de acordo com a sua equipe, mercado e demais circunstâncias.

Como os serviços de contabilidade te ajudará a vender mesmo desmotivado?

Você precisará descobrir o que motiva as suas vendas, para isso os serviços de contabilidade lhe auxiliarão

Nos últimos anos, a insegurança comercial está muito latente. Há um grande desafio entre as empresas, que é driblar a falta de oportunidade e o mercado cada vez se fechando mais em nosso país e, ainda assim, vencer a concorrência, que ao entender que a disputa no mercado está mais acirrada tem buscado ferrenhamente o fechamento de novos negócios. Ou seja, cada dia mais a sua empresa precisará buscar algo relevante em relação a concorrência, e para isso você precisará estar motivado para vendê-la. E como vencer a motivação? Os serviços de contabilidade poderão te ajudar.

Atual perspectiva

De fora pra dentro (e algumas vezes até só de dentro, mesmo) a impressão que temos de alguns (muitos) setores do mercado é que eles estão desesperados, como se fosse uma corrida onde todos os corredores  querem chegar à algum lugar que nem eles mesmo sabem.

Muitas vezes ao depositar esforço numa estratégia de venda ruim, ou até mesmo que não seja ruim, mas não se adeque a aquele mercado ou cliente em questão, as negativas tendem a desmotivar os funcionários e essa desmotivação acarretando em um desempenho negativo, interfere de cima para baixo na empresa inteira.

Mudança de perspectiva

Em que ponto essa perspectiva pode ser mudada? É no momento em que a empresa começa a explorar os serviços de contabilidade para construir as suas estratégias de equipe, fazendo com que, no frigir dos ovos, toda a equipe se torne como vendedores por engajamento, o que vai além do ofício.

Mas para isso, os seus funcionários não poderão estar desgostosos na sua empresa e o serviço que fará todo esse mapeamento de satisfação somado a produtividade será justamente o serviço de contabilidade.

Cabe ao serviço de contabilidade, por meio de balanços e estratégias técnicas, notar o período de maior produtividade da empresa e o menor, fazer essa análise e observar o ambiente da empresa, quais eram os funcionários que estavam lá na época, o que e como os serviços em geral eram feito e o por quê o fluxo de vendas era positivo, em contraponto com o negativo.

É por meio dos levantamentos feitos por esses serviços de contabilidade que a empresa, ainda junto com os serviços de contabilidade, formatará a melhor estratégia coletiva, departamental e individual, visando a retomada de motivação na empresa, partindo por seus funcionários.

Cabe, após a estratégia traçada, a continuação dos levantamentos por parte do serviço de contabilidade, já que todos os fatores estratégicos do negócio passa por ele.

Concluímos então…

Que vendas e serviços de contabilidade estão totalmente relacionados, isso porque a motivação passa diretamente por estratégias a serem traçadas pela empresa, e toda estratégia precisa ter embasamento e esses embasamentos estão vinculados aos serviços de contabilidade, que terá o domínio em mãos do maior fator de embasamento quando se trata do mundo empresarial, os números.

Assessoria Contábil: como empreender no universo digital

Vender pela internet é o grande filão do momento, mas você precisa estar bem atento no que fará. Confira essa assessoria contábil que, assim como a tendência, é digital

O setor e-commece cresceu 12% em 2017, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), movimentando cerca de 60 bilhões de reais. O universo virtual tem sido a menina dos olhos para aqueles que querem investir, mas engana-se que quem acha que basta criar um site e sair vendendo. O universo de vendas digitais tem as suas peripécias, e esse texto veio para responder algumas dúvidas acerca desse universo de forma de assessoria contábil num cunho exatamente virtual.

  • Sim, vale a pena

Apostar no mundo digital vale a pena, mas, sempre tem um mas. Só o fato de você apostar no universo digital não é garantia de sucesso, mas, sim, é necessário um bom planejamento por trás, no qual será trabalhado de forma semelhante a empresa física com foco na eficácia do atendimento e na entrega, que no caso dos negócios físicos são instantâneos e no case virtual precisará se alinhar a uma logística. Em todos os casos, é muito importante passar, antes de tudo, por um processo de assessoria contábil para enquadrar o seu projeto a sua realidade financeira.

  • Dá pra se ter um negócio virtual mesmo sem conhecer de TI

Conhecer sobre programação não é fator fundamental para se ter uma empresa virtual, isso porque dificilmente você terá que desprender o seu tempo programando. É importante que você tenha por trás do projeto uma assessoria contábil, que justamente vai te pontuar se é melhor terceirizar esse departamento de programação ou se é melhor que a empresa tenha o próprio, até para evitar transtornos e ter o departamento sempre disponível ao suporte.

Mas uma coisa que é muito boa de ser separada é o negócio virtual sendo um negócio exclusivamente virtual ou ele sendo uma extensão de algum negócio físico. Em todos os casos, você precisará passar por uma assessoria contábil antes de colocar qualquer projeto em ação.

  • As relações entre o físico e o online

Uma coisa em comum entre o ambiente físico e o online é que em ambos o cliente que entra na sua loja ou site quer ter uma boa primeira impressão. No que tange ao mundo físico, se trata da organização da loja e do atendimento ao cliente, já no mundo virtual refere-se a um design atrativo e um suporte efetivo.

A grande diferença é a forma de divulgação, já que no universo virtual temos a relação entre mecanismos de busca e divulgação em redes sociais que precisam ser bem trabalhadas para gerar acessos e consequentes compras, enquanto no mundo físico outras estratégias e meios de comunicação são determinantes no processo de expansão da marca.

Em todos os casos, independentemente da popularização do e-commerce no mundo todo, o negócio dificilmente terá sucesso se não passar por uma logística bem estruturada. E essa logística passa totalmente pela parte financeira, logo, uma assessoria contábil adequará seus recursos ao projeto.

Saiba como uma contabilidade em Santo André pode te ajudar a abrir o seu negócio

Através da consultoria com a contabilidade em Santo André você terá as estratégias necessárias para superar o tempo médio das empresas no Brasil

Você certamente já tenha ouvido a frase que diz que “O planejamento é a alma do negócio”, o que é uma realidade. O que não te contaram nessa frase é que o planejamento desse negócio pode muito bem ser trabalhado por uma contabilidade em Santo André.

Temos que entender que o Brasil é um dos países que mais empreendem no Planeta, isso segundo a Global Entrepreneurship Monitor (GEM), mas o parâmetro que precisamos ter, acima de tudo, é o por quê e como as pessoas têm empreendido no nosso país. Na maioria das vezes a boa vontade não leva a lugar nenhum, e é aí que entra a contabilidade em Santo André, que trabalhará o planejamento da empresa a fim de que ela tenha uma grande vida útil, já que a taxa de sobrevivência média das empresas brasileiras na média nacional é de 77%, segundo a Pesquisa de Sobrevivência das Empresas do Brasil, realizada em 2016 pelo SEBRAE.

Saber até onde você quer chegar com a sua empresa é muito importante, e essa importância pode ser estipulada pela contabilidade em Santo André. Esse traçado analisará dentro dos recursos e da ideia da empresa as fases para que ela evolua a cada dia.

Veja a seguir, dicas importantes para que você venha a buscar na contabilidade em Santo André um apoio para abrir o seu negócio da forma correta.

Plano de negócios

É importante que o passo a passo da sua empresa seja estipulado para reduzir os riscos da abertura. É nesse momento que a contabilidade em Santo André irá destrinchar o segmento do negócio, o que a empresa vai oferecer, o capital, o faturamento e a estimativa prévia de lucro.

Capital

Entende-se como capital, todo o valor aplicado ao projeto (de tempo, dinheiro e recursos em geral). Esse valor pode ser aplicado por terceiros (investidores), mas para isso o projeto da empresa precisará estar clarividente e esse traçado financeiro tende a ser construído adequadamente pela contabilidade em Santo André.

Pró-labore

Valor que em todos os meses é tributado dos sócios-proprietários da empresa. Essa quantia está ligada a contribuição à Previdência Social.

Concorrência

A contabilidade em Santo André vai estudar não só a sua empresa, mas seus concorrentes e toda a esfera do mercado. Saber os pontos fortes e fracos dos seus concorrentes é muito importante que você posicione a sua empresa.

Marketing 

Na era digital, os meios de divulgação cresceram bastante e trouxeram muita facilidade. A amplitude do universo virtual nos dá muitos caminhos para o investimento em divulgação, mas a contabilidade em Santo André irá, através de todos os levantamentos e perspectivas, saber aonde você pode desempenhar os seus esforços sem perder dinheiro atirando no mar.